Menu-Cat

Resenha: O Lado Feio do Amor - Colleen Hoover


Editora: Galera Record

Nota: 4,0 🌟

        “ - O amor nem sempre é bonito, Tate. Às vezes você passa o tempo inteiro desejando que um dia ele mude. Que melhore. E aí, antes que perceba, você já voltou para a estaca zero e perdeu o seu coração em algum lugar no meio do caminho.”


SINOPSE: Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo... apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor.
O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo.




        Esse foi o primeiro livro da Colleen que eu li e estava com altas expectativas por vê-la ser tão aclamada pelo público de New Adult. Inclusive, foi minha primeira experiência com o gênero e gostei bastante. O livro tem cenas explícitas de sexo, mas com todo o entrosamento da história, funcionou bem. Apesar de parecer repetitivo depois de um tempo, uma cena chegando a 7 páginas de pura descrição, a escrita da Colleen é ótima e eu me encantei pela história!  
        A forma como é contada, intercalando os capítulos entre o passado e o presente, foi genial! Admito que me prendi muito mais aos capítulos narrados pelo Miles no passado, que me envolveram de tal modo que a minha vontade era de pular o seguinte, só para poder continuar lendo sob o ponto de vista dele.

        Miles me conquistou. E conhecer sua história, conforme ela foi sendo mostrada, me fez amá-lo ainda mais!
        Durante todo o livro ele tem uma postura contraditória bem condizente com sua luta entre se entregar ao que está sentindo por Tate, ou se afastar. Apesar de dizer que a relação deles é só sexo, suas atitudes vacilam, o que traz uma dificuldade grande para Tate de entender o que ele de fato quer, e ela se deixa envolver mais e mais.
        Tate tem pontos altos e baixos que me deixaram incomodada em alguns momentos. Mas suas ações retratam de fato como muitas mulheres agiriam na mesma situação, o que fez dela uma personagem bem real e humana.

        “Logo, por mais que tente proteger meu coração de Miles, é inútil. Ele vai quebrá-lo em algum momento, e, mesmo assim, continuo permitindo que ele o preencha.”

        E Cap é um dos melhores personagens secundários que já encontrei! Leal, verdadeiro e de bom coração, quis entrar nas páginas para compartilhar também minhas histórias e sentimentos com ele, assim como Tate fez.

        Esta história fala sobre amor, perdas, culpa e recomeço. É um livro emocionante, com personagens carismáticos (menos o vizinho casado) e “reais”. Meu coração ficou doído com o passado de Miles e só ele sabe o quanto sofreu, nos restando apenas imaginar e tentar nos colocarmos em seu lugar. Então eu compreendo suas ações e luta interna para tentar impedir de se machucar novamente. Por todo o sofrimento, luta e, mesmo assim, vontade de amar e ser amado, ele virou um dos meus personagens favoritos da vida.

        “A dor sempre vai estar presente.
        O medo também.
        Mas a dor e o modo não são mais minha vida. São apenas momentos.”

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário